Review Digimon Story Cyber Sleuth: Hacker’s Memory

06 Feb 2018 12:25
Tags

Back to list of posts

Digimon Story Cyber Sleuth: Hacker's Memory é o novo episódio da série que compete com Pokémon nos videogames, no entanto que se distancia cada vez mais de teu principal rival de mercado. Nessa história, que teve seu lançamento pra PS4 e PS Vita, o jogador vive um prólogo para os fatos que ocorreram no game anterior, de 2016 - chamado só de Digimon Story Cyber Sleuth -, com numerosas similaridades.Entretanto por fim, esse é um jogo regressado somente para os fãs da saga, como o anterior, ou ele abrange um público maior e te atrai com base pela nostalgia? Confira nossa análise completa e entenda como funciona este novo Digimon. Hacker's Memory conta a história de um novo personagem, conhecido como Keisuke por padrão, todavia que permite ao jogador doar o nome que bem captar.O título te dá o jovem como um promissor hacker, que exerce tarefas no EDEN e se destaca como iniciante no grupo Hudie - sonhe neles como uma forma de "anonymous" de Digimon. Até aí a história é acessível e não fornece muita apoio. O problema nasce quando Keisuke tem tua conta hackeada e fica impossibilitado de retornar ao EDEN. Logo ele recupera o acesso, ao mesmo tempo em que recebe teu primeiro Digimon, criaturas virtuais utilizadas pra batalhas digitais.A partir de desta forma, o protagonista é oficializado como membro do Hudie e precisa fazer casos, ou missões, para elevar teu status dentro do grupo hacker e também fazer justiça no ambiente online. O enredo aos poucos vai evoluindo, apresentando personagens que são seus amigos no Hudie e outros aliados que surgem pelo caminho.O mais intrigante é que ele é de forma oficial um prólogo pro primeiro jogo, todavia na realidade o enredo é montada ao mesmo tempo. Isso significa se deparar com detalhes e pessoas vistas pela aventura original, inclusive o protagonista! Apesar desta novidade, Hacker's Memory dá certo muito bem como jogo "por ele próprio". Não é preciso jogar o primeiro para captar esse e nem sequer mesmo pra pegar seus macetes. Até por conta das similaridades entre jogabilidades, que iremos explicar mais adiante, e é um dos pontos fracos da aventura.Digimon Story Cyber Sleuth: Hacker's Memory tem jogabilidade praticamente idêntica com o primeiro Cyber Sleuth. Quem jogou Cyber Sleuth e quer jogar esse, possivelmente vai vir em procura de novidades, ainda mais pelo tempo que separa os 2 jogos. Por este ponto conseguem haver outras decepções. O jogo recicla sem dó nenhum cenários, imagens e até masmorras do primeiro.Ele é, concretamente, "tão similar que chega a ser igual". Pela jogabilidade, bem como há poucas mudanças ou adições. As batalhas são exatamente as mesmas, com comandos que te permitem controlar seus Digimons com apoio no ataque, defesa, maestria ou até já combinar golpes com criaturas aliadas. A ordem dos protagonistas fica pela lateral da tela, mostrando quem deve agir logo após, para que você tenha uma consciência melhor de como vai ser o turno do embate.Aliás, até mesmo os "problemas" de jogabilidade estão por aqui. Ao navegar pelas masmorras, o EDEN ou cada outro episódio em que devia procurar ambientes em procura de objetivos, itens ou pessoas, a câmera é fixa. O máximo que você podes fazer é arredar ou aproximar, porém sem a probabilidade de girar e possuir uma visão em 360 graus.É bem esquisito correr sem ver de perto o que vem na frente e ter surpresas desagradáveis - ou ceder de cara em uma parede invisível. Contudo tudo bem, dado que Digimon Story Cyber Sleuth: Hacker's Memory brilha em outros momentos. Estes dificuldades e repetições não chegam a prejudicar a aventura e a experiência de quem curte a saga. Lembra que citamos, no início do texto, o acontecimento de que Digimon tem se distanciado cada vez mais de Pokémon? Vamos a esse ponto. Ser um produto maduro não é sempre que é sinal de propriedade, no entanto Digimon pega esse conceito e utiliza com sabedoria. A história é realmente envolvente e traz consigo elementos que nunca vimos em nenhum jogo da série concorrente.O que ele poderá me explicarInstagram poderá receber jeito de chamadas por voz brevemente300 gramas de carne moídaExtrator de Emailsis?Kpqiiu6Xv5gjFMb30Deip9gU5kMfsYzc8EnhRRgBRL0&height=226 Se o anterior seguia a moda dos desenhos japoneses de detetives e investigações, este se atualiza para uma nova geração e vem com o tópico de hackers e brigas virtuais. Hacker's Memory tem um enredo intrigante e lida com temas atuais de modo natural. Todos os personagens são representados de modo bem jovem, mesmo os mais velhos, e a exposição visual de qualquer um lembra o que é visto, graficamente, pela série Persona - outro sucesso japonês nos jogos e animes. Por conta destes elementos, quem é fã não tem que se importar muito com os problemas citados acima, visto que jogar Digimon Story Cyber Sleuth: Hacker's Memory representa ver de perto mais uma história inédita com personagens carismáticos - por esse caso, os Digimons. Além do mais, ele diverte no conceito de guerras. Em turnos, elas oferecem boas opções de ataques, combinações estilosas e estratégias, como de costume.Há as chamadas Domination Battles como novidade, que são lutas de área pelo mapa e são diferentes das que funcionam de modo padrão. Apesar de que a saga Digimon não tenha um foco tão vasto em competições quanto em Pokémon, nesse lugar elas não realizam horroroso e continuam divertidas. Em termos de assunto inédito, temos no mínimo mais oitenta Digimons que não estavam no jogo anterior presentes - alguns retirados de outros games, outros montados para cá.E este visual, hein? Por mais que seja interessante e lembre um desenho japonês em vários pontos, Digimon Story Cyber Sleuth: Hacker's Memory continua sendo um jogo sem nenhum destaque visual. Os gráficos são fácil além da medida e várias texturas de materiais pelo assunto chegam a ser desfocadas de tão baixa propriedade que apresentam. O visual nas masmorras do EDEN, tudo azul e com poucos dados, facilita a existência de quem fez o título, montando ambientes fáceis de replicar, porém convertendo em algo sem carisma e muito vago. Somente os Digimons e o visual dos personagens se sobressaem por aqui, com apresentações criativas e uma interessante característica.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License